Notícia

25/09/2017

Dia do Sorvete: gelateria doa metade das vendas para instituição que acolhe pacientes com Aids.

Por:  Diário do Nordeste - CE 


Situada dentro do Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), no Castelão, a Casa Sol Nascente sobrevive de doações

O Dia do Sorvete é comemorado neste sábado 

Em homenagem ao Dia do Sorvete, comemorado neste sábado, uma gelateria em Fortaleza promove ação beneficente a fim de arrecadar recursos para organização não governamental Casa Sol Nascente, que abriga pessoas soropositivas, crianças em situação de risco e filhos de pais com Aids.

Metade da venda dos gelatos de copeta, de um, dois ou três sabores (com valores de R$ 10, R$ 13 e R$ 15 respectivamente), na Benévolo Café e Gelato, serão destinadas à Casa Sol Nascente. A ação ocorre na unidade que será inaugurada no sábado, localizada na Av. Monsenhor Tabosa, 688, no Centro, e na unidade já existente na Rua Ana Bilhar, 1083, no Meireles.

Situada dentro do Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), no Castelão, a Casa Sol Nascente sobrevive de doações, contando com duas unidades de acolhimento e tendo capacidade para acolher 33 pessoas, 15 crianças e 18 adultos.

O lugar, hoje, possui atendimentos de psicologia, nutricionista, terapia ocupacional, aula de música, acompanhamento pedagógico, social e de saúde. Além das unidades de acolhimento, há um escritório central, onde operam os setores administrativo e financeiro, e o setor de telemarketing, no qual cinco operadoras captam recursos através das ligações telefônicas.

"Não podemos esquecer do serviço voluntário, tão importante para a instituição, no que se refere ao auxílio às demandas gerais das casas e apoio espiritual. Essas pessoas merecem nossa gratidão eterna por dedicarem seu tempo e suas habilidades aos nossos acolhidos, sem intenção de recompensa material", comenta Juliana Marcelino, assistente social da Casa.

De acordo com Juliana, ao todo são 24 funcionários responsáveis pelo acompanhamento de saúde e educacional, bem como elaboração de alimentos, limpeza e manutenção, logística, organização e funcionamento das casas. "São 15 anos de existência e muitas histórias compartilhadas com pessoas que passaram pela casa", ressalta.
 
Fonte: ClipEx

PUBLICIDADE

entrevistas

Anuncie aqui