Notícia

29/12/2017

Empréstimos alavancam pequenas empresas.

Por: Alex Pinheiro | Diário de S. Paulo - SP 


Após 5 meses, Programa Juro Zero, do estado, já beneficiou 174 empreendedores com aportes que vão de R$ 1 mil a R$ 20 mil

O programa Juro Zero Empreendedor, parceria entre o governo do estado, por meio da agência Desenvolve SP, e o Sebrae-SP, atingiu a marca de R$ 2,4 milhões financiados junto a microempreendedores individuais paulistas. O programa está em operação há quatro meses e financia a juro zero recursos para compra de equipamentos, ferramentas, materiais de construção, além de capital de giro para os MEIs.

O limite de crédito pode variar entre R$ 1 mil e R$ 20 mil por beneficiário e, até novembro, 174 microempreendedores foram beneficiados em diversas regiões do estado, como Araçatuba, Assis, Bauru, Marília, Campinas, Ribeirão Preto, Vale do Paraíba, capital e região metropolitana.

Um dos contemplados é Márcio Batista, proprietário da sorveteria Sabores do Mundo, da cidade de Elias Fausto, na região de Campinas. Ele contou que as vendas aumentaram após sua inserção no programa e espera um crescimento ainda maior dos negócios nos próximos meses.

"A visibilidade do Juro Zero ao meu negócio impactou de forma imediata o movimento da empresa. Vários locais entraram em contato solicitando sorvetes de massa, até mesmo em novas sorveterias da região", disse ele, que abriu uma terceira loja na cidade.

Para Cleonice da Silva Santos, dona da Linkando Negócios, a parceria com o Sebrae foi importante para alavancar os negócios. "É sempre importante ter o auxílio de uma instituição séria", disse Cleonice, que é formada em administração de empresas.

Situada na Vila Prudente, Zona Leste da capital, a empresa dela trabalha com cortinas personalizadas, almofadas, persianas, entre outros itens.

"Levo amostras do meu trabalho em todas as visitas, afinal de contas, o meu carro é minha loja", conta Cleonice, que optou pelo financiamento do programa para adquirir um carro novo. "Fiz de tudo para tornar meu negócio mais profissional."

Para fortalecer o negócio e ampliar seus conhecimentos, Cleonice foi até a Europa visitar empresas que realizam trabalhos no setor em que atua. "Meu objetivo é montar um escritório ou uma loja e dobrar o faturamento em 2018. Já estou elaborando um novo plano de negócios", disse a microempreendedora.

'Nossa meta é atingir os R$ 3 mi em desembolsos até o fim do ano'

Melo, além de presidir a Agência de Desenvolvimento Paulista, é economista e presidente da ABDE (Associação Brasileira de Desenvolvimento). Ele ressalta que a iniciativa é fundamental para melhorar o ambiente comercial em tempos de recessão na economia.

DIÁRIO_ Qual o balanço do Juro Zero?

MILTON LUIZ DE MELO SANTOS_ Estamos muito satisfeitos com o desempenho do Juro Zero Empreendedor. Recém-lançado, o programa já capacitou centenas de empreendedores. Com a capacitação do Sebrae e as condições de financiamento especiais da Desenvolve SP, estamos incentivando o microempreendedor a investir no seu negócio de forma planejada e eficiente. Em tempos de crise, iniciativas como essa são fundamentais para incentivar um ambiente mais competitivo que permita a geração de renda e movimente a economia paulista.

Qual a meta do programa?

Com a chegada do fim do ano, a necessidade dos empreendedores por recursos para investir ou girar o caixa do seu negócio só aumenta. Nossa meta, no momento, é encerrar 2017 capacitando o maior número possível de MEIs e atingir os
R$ 3 milhões em desembolsos por meio do programa. E, em 2018, seguiremos auxiliando novos MEIs no estado.

Além do Juro Zero, existem outros programas que estimulam novos negócios em São Paulo?

A Desenvolve SP, como instituição de fomento, está à frente de diversas iniciativas para fortalecer a economia paulista. O Crédito Digital, por exemplo, é uma delas. Trata-se de uma modalidade de crédito rápida e totalmente on-line criada para desburocratizar o acesso das pequenas empresas ao financiamento de capital de giro, no valor máximo de R$ 75 mil, com aprovação em até 48h.

Cleonice Santos foi buscar novas ideias em viagem pela Europa e espera dobrar o faturamento em 2-18 (Arquivo Pessoal)

Márcio Batista já está na terceira loja e pretende ampliar ainda mais o seu negócio (Arquivo Pessoal)

Milton Luiz de Melo (Divulgação)

Fonte: ClipEx
 

PUBLICIDADE

entrevistas

Anuncie aqui